Nova Venécia adere ao programa Cidade Empreendedora do Sebrae

O Governo do Espírito Santo, por meio da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo do Estado (Aderes), em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae-ES), deu início ao Programa Cidade Empreendedora, que tem como objetivo transformar a realidade econômica dos municípios a partir do empreendedorismo, oferecendo um conjunto de ferramentas e soluções efetivas para reduzir a burocracia, gerar emprego, renda e oportunidades.
Uma equipe formada por técnicos da Aderes e do Sebrae se reuniu na tarde desta quinta-feira (04), na sede da Prefeitura, com o vice-prefeito de Nova Venécia, Paulo Roberto, juntamente com o secretariado da gestão municipal para definir as estratégias e início do diagnostico e dos trabalhos o Programa.
Estiveram presentes o superintendente geral do Sebrae, Pedro Rigo; a coordenadora da agência do Sebrae de Nova Venécia, Anna Paula Lobo; o diretor técnico da Aderes, Hugo Tófolli, a coordenadora da Agência do Nosso Crédito de Nova Venécia, Aracele Altoé; a gerente Regional do Sebrae, Clebia Pettene; Analista de atendimento, Daywdson Stabenow; os secretários municipais, Marcos Fanticelli (Indústria e Comércio), Farley Delabela (Administração), Wanessa Sechim (Educação), Herileny Tereza Pratte (Assistência Social), João Júnior (Responsável pelo Setor de Cultura), Fabricio Rangel (Esportes),Maurício Maier (Meio Ambiente), a enfermeira coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Ingrid Tonetto (representando a Secretaria de Saúde).
O Cidade Empreendedora está estruturado em nove eixos de trabalho, sendo: Gestão Pública e Empreendedora, Desburocratização, Compras Governamentais, Inovação, Inclusão Produtiva, Liderança e Território, Educação Empreendedora, Salas do Empreendedor, Projetos Especiais. O município só poderá ser considerado uma Cidade Empreendedora quando cumprir todas as etapas do programa.
“Após a autorização do prefeito, nós vamos levar trinta dias para entregar o diagnóstico, depois de mais trinta dias para voltar, entregar o plano de trabalho. E esse projeto pode acontecer aqui na prefeitura, depende do volume que nós vamos trabalhar, da aceitação e do empenho da administração, mas pode ser de dois a quatro anos atuando em todos os eixos aqui dentro da cidade”, disse Pedro Rigo, superintendente do Sebrae.
O secretário de Indústria, Comércio e Serviços será o responsável por fazer o elo entre o município e as agencias do Sebrae e da Aderes, para formalizar o diagnóstico e a execução das ações. “O reflexo para o microempreendedor, para as empresas é aumentar a regularização, aumenta o fluxo de renda, de comercialização, e para o município podemos criar um ambiente mais favorável ao empreendedorismo, nós vamos ter mais empreendedores buscando o alvará, buscando vender para o próprio município, ou seja, fazendo girar essa economia a partir da formalização e do estímulo da prefeitura”, disse Marcos Fanticelli.
O vice-prefeito de Nova Venécia sinalizou positivo para o projeto que visa dar ainda mais suporte ao município desenvolver as ações voltadas para o empreendedor, que é responsável por gerar 30% do PIB do município. “Então, esse projeto, em primeiro momento, visa fazer a capacitação do órgão público pra melhor atender o microempreendedor de Nova Venécia. Na casa do Empreendedor do município, o Sebrae é ponto de encontro que o empreendedor possa solicitar capacitação entre outras demandas, temos a Agência do Nosso Crédito, para solicitação de crédito para micro e pequenas empresas, setor de tributação, para dar todo suporte a aqueles que desejam se formalizar”, disse Paulo Roberto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here